terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Alguém que me explique...?

Que me explique, uma coisa. Vou falar do referendo que aí se avizinha, mas não para defender qualquer um dos lados.
Só quero que me expliquem porque é que nesta história há gente que não respeita a opinião contrária à deles?!
Tipo, é normal haver sempre discórdia, e alguns casos de nítida falta de respeito, mas desta vez parece-me demais. Até agora a maior parte dessas pessoas que tenho tido conhecimento, que não respeitam o outro lado, são defensores do Sim, mas acredito que também exista assim gente no Não.
Em traços gerais e isto escrito por mim sem muito rigor, os do Sim consideram que a mulher tem direito de escolher se quer ser mãe ou não e caso queira interromper a gravidez até às 10 semanas de gestação ter condições para isso e não ser penalizada, e os do Não acham que ninguém tem o direito de pôr fim à existência do feto, que já consideram uma vida humana. Acho que está claro, e que dentro destas duas perspectivas há que respeitar ambos os lados.
É que já li coisas... ainda agora acabei de ler alguém do Sim a comentar sobre um post de outra pessoa também do Sim, "Ainda bem que há mais gente inteligente a pensar assim"?! E depois aquelas muito gastas do "moralista", "retrogrado" e "hipócrita", (e até mesmo "ignorante"), desculpem, mas com que direito é que alguém me chama isto? É que sim, sou pelo Não, mas ainda não maltratei ninguém na blogosfera a respeito deste assunto, respeitei a opinião do Sim e apenas comentava sucintamente porque ia votar Não, acho que também mereço respeito, não? Escrevem que estamos numa democracia e que a mulher tem direito de escolha, mas ainda não repararam que segundo o pensamento do feto ser uma vida humana isso deixa de ter lógica para os do Não?! Acho que se pode pensar assim... e percebendo isto e já que são tão inteligentes, e já que falam em democracia, e tendo isto tudo em conta, cada um tem o direito à sua opinião - principalmente depois de devidamente fundamentada e explicada e seguindo uma lógica -, OK?? OK??
Não vou voltar a escrever sobre isto, até porque houve uma altura que pensei em escrever para dar a minha opinião, mas depois achei que já toda a gente sabia as razões de um lado e do outro, e jurei que aqui não escreveria nada sobre o assunto, até porque já estava farto disto. Por isso escrevo apenas na perspectiva da falta de respeito que se gerou e não na de que "o meu ideal é melhor que o teu". Ok?

10 comentários:

Elentári disse...

Não sei quem te insultou, mas o certo é que nunca te vi tão danado!
Já se sabe que num assunto polémico os ânimos por vezes exaltam-se. Deixa lá, já fizeste a tua opção, vai votar como quiseres no dia 11. Acho que num assunto como este não há grande lugar a argumentos, a opção de voto é mesmo muito pessoal.

Sílvia disse...

Eu voto sim não porque sou a favor do aborto, até porque nunca faria um... mas acho que as pessoas têm o direito de escolher.
O meu Sim diz respeito ao livre-arbitrio das pessoas...
Poe exemplo...o Não é defendido maioritariamente por pessoas ligadas à Igreja...e quem não é católico tem de acatar essas crenças?! Eu sou católica, catequista...etc, mas penso assim...Se Deus nos deu o livre-arbitrio para umas coisas também não deu para estas questões...
É contorverso e como em todos os assuntos temos é que respeitar o que os outros pensam com diplomacia e não deixarmos que isso nos influencie.

Quanto aos teatrinhos de ambos os lados também não gosto... estão a usar de tudo...andam todos desesperados =)

Bjoca

bonifaceo disse...

Elentári, não é insulto directo, é insultos que leio feitos dirigidos a quem defende o Não. Mas já não estou danado, obviamente que estava quando escrevi, de madrugada, mas deixei-o em draft para acalmar os ânimos durante o sono e então hoje decidir se o ia postar ou não, eheh.

Sílvia, já fui católico praticante e bastante activo também no seio da comunidade, mas digo-te que a minha escolha nada tem a ver com isso, nada mesmo. Foi como disse, acho que a mulher (ou outra pessoa) não deve poder decidir sobre aquilo que já considero outra vida, a partir daí esquece, acho tão errado como um homicídio vulgar. Mas pronto, acho que sim, cada um com a sua.
Felizmente dia 11 está quase aí para acabar com este circo.

Beijos para as duas.

salomé disse...

Boni, tens toda a razão em reclamar o teu direito de escolher. O sim pede isso mesmo. Mas para todas as mulheres!

E já que falamos nisto, a questão que se coloca no referendo não é se há vida ou não; tão-somente se a mulher que interrompe a gravidez deve ser ou não penalizada (pena de prisão até três anos) por isso.

Mas já falta pouco para o referendo. Daqui a nada os ânimos acalmam. Esperamos! :)

bonifaceo disse...

Salomé, sei que o teu primeiro parágrafo é em relação a uma sociedade justa, em que nem todos têm meios financeiros para ir ao estrangeiro para interromper a gravidez. Mas eu não consigo votar Sim em algo que considero errado, que não deveria ser feito quanto mais falar em despenalizar, algo que acho que ninguém tem o direito de interromper, por achar que é uma vida humana em formação. Mas isto já ali o disse.
Olha, a sério, vou ficar por aqui, não foi com intenção de debater o referendo que postei isto, já o expliquei, chateia-me termo-nos que estar todos a repetir, ambos sabemos que já temos a opinião formada e nem eu ou tu a mudaremos.

Sim, finalmente já falta pouco. E também quero pensar que os ânimos acalmem, seja qual for o resultado.
Beijo.

bonifaceo disse...

Já agora salomé, mas tiveste toda a razão quando falaste que a questão não era se havia vida. Acho que não sou claro quando falo desse ponto no post, na parte dos traços gerais que cada parte defende. Mas pronto, já falei disso no meu comentário acima deste.

me disse...

Eu voto sim! sabes porque? porque a pergunta nao é se condordo ou nao com o aborto, mas sim, se acho que a mulher deva ser ou nao julgada em tribunal e se pode ou nao ter apoio medico para o fazer. a questao é essa!não é se sou contra ou a favor de se fazer um aborto! eu nao sou a favor do aborto! Apenas acho que a mulher que o faz, nao o faz por fazer, é uma decisao muito complicada. alem do que ao faze-lo clandestinamente pode sofrer graves problemas, para alem de poder ser presa.
Com a despenalização ela pode ser acompanhada psicologicamente o que ate a pode levar a desistir de o fazer.
Mesmo que o nao ganhe, as mulheres que pensem em fazer um aborto, vão faze-lo na mesma. Clandestinemente, sem apoio médico decente. isso nao vai fazer com que as mulheres deixem de abortar...
mas se o sim ganhar, o facto de elas terem apoio medico, psicologico e não só pode levas-las a arranjar outras soluçoes que nao o aborto!
hah, outra coisa! se em tremos juridicos fosse considerado um homicidio vulgar, a mulher que fizesse um aborto seria condenada a 25 anos de prisão e nao a 3! achas que uma mulher devia ser presa durante 25 anos??! E nao, não tou irritada, nem a criticar ou denegrir ninguem, só acho que estas confusoes todas do sim e do não, existem porque a grande maioria das pessoas nao entende o verdadeiro objectivo da questao do referendo. há muitos defensores do nao, que vão votar nao porque sao contra ao aborto, mas acham que a mulher nao deve ser penalizada! entao que votem sim!! daah a pergunta é essa: ser penalizada ou nao! ser a favor ou conta o aborto nao "interessa" para a questão! o referndo é uma questao juridica, não social...

bonifaceo disse...

Me, acho que não leste os meus últimos dois comentários, se não não terias interpretado assim o que leste neste post. Não vou dar grandes justificações, até porque um colega meu do Sim, disse-me que ainda ontem viu a repetição dos Prós e Contras sobre este tema e que bem vistas as coisas ambos os lados têm razão. Eu não vi o programa, mas também não vou debater mais este assunto, embora compreenda o teu ponto de vista de que há muita gente mal informada sobre o que realmente se debate em relação a este referendo, se eu pareci mal informado, não foi essa a intenção. Eu tenho os meus motivos e já disse que não voto Sim, nunca na minha vida votaria Sim, se o Sim ganhar ganhou a maioria e isso é o que há-de sempre interessar numa democracia.

me disse...

eu nao disse que parecias mal informado! :) so expus o meu ponto de vista mai nada ;)(nem isaltada estava sequer! lol ) realmente, acho que nao li... :S
e nao falo mais nisto! :) sinceramente já chateia ouvir falar no refendo, ainda bem que é já no domingo!! e que.. se faça o que a maioria quiser!! ;)

bonifaceo disse...

Eheh, eu vi que não estavas chateada, nem eu estava chateado, não queria era ir pelo caminho que tu estavas a ir.
Podes crer que chateia...