quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Acabei finalmente de ler O amor nos tempos da cólera. Raio do livro...
Resumindo [quem ainda não leu e quer ler não leia este parágrafo], de uma maneira muito superficial: um gajo é deixado de uma maneira parva e sem motivo realmente justificável pela grande amada. Ainda não percebi a lógica de ela o deixar. Ele torna-se num "tarado", tem uma data de amantes, e não quer ganhar pouso, e depois num velho tarado que até com uma menor dorme, e só pensa em reconquistar a amada, e isso depois desta casar e ter filhos. E ela já velha e viúva, imprevisivelmente ainda tem "calores" e ele lá a reconquista. Reconheço que o livro é mais que isto, e tem boas partes, mas...
Houve uma altura que disse que o livro não me andava a puxar, agora que o acabei de ler concluo que no geral a história realmente não me puxou. Até tem algumas variações e várias aventuras românticas, mas se calhar é mesmo por isso, era sempre do mesmo, não sei... vai dos gostos.
Próximo livro: A sombra do vento. Ainda não li uma única página.

19 comentários:

Tuxa disse...

eu gostei muito da sombra do vento!

franksy! disse...

e quantos anos esperou o senhor pela sua amada?! ;)

bonifaceo disse...

Tuxa, sim, ainda não soube de ninguém que não tivesse gostado. :)

franksy!, inicialmente ele não ficou logo com essa ideia, mas acho que entre 30 a 40 anos. :D

franksy! disse...

ai que não leste o livro com atenção...............


cinquenta e três anos, sete meses e onze dias!!!

bonifaceo disse...

Li li, mas não me posso lembrar assim de todos os pormenores. Mas realmente nem pensei bem a fazer as contas, porque eles eram adolescentes. Mas também, e nesse sentido pode haver um erro, porque acho que ele não ficou logo com a obsessão de voltar a ficarem juntos.

Tanto que isso aparecia nas últimas páginas. Mas eu lá me ia lembrar?! Tu tens motivos para te lembrares... ah, e não tenho o livro comigo, estou em Viseu e o livro está em casa em Aveiro. :D

franksy! disse...

reitero, não leste com atenção! ;)

quando fores a aveiro, relê a última página!

bonifaceo disse...

Ai... estás-me a querer deixar ficar mal... eu sou daqueles que está a ler e se for preciso relê uma frase ou um parágrafo e volta atrás as páginas que forem precisas se já não se lembrar de algo que foi evocado. Para veres que não leio por ler e nem leio a todo o gás!

Aqui o meu dedo mindinho, disse-me agora que antes da última frase, "toda a vida - disse."

Não ficou fixado na minha memória, acho que fiquei mais contente por ter acabado de ler o livro. Mas eu acima de tudo gosto de perceber a história, depois obviamente que me vou esquecendo das coisas.
Mas então, e é a minha dúvida de agora, esses 53 anos, sete meses e onze dias são contados a partir do momento em que ele se apaixona por ela?

franksy! disse...

http://cinquentaetres.blogspot.com/2008/02/37-o-homem-que-esperou-cinquenta-e-trs.html

bonifaceo disse...

Está bem, quando chegar a casa vou tirar isto a limpo, mas só por curiosidade.
Mas a tua amiga ana disse que ele se manteve virgem, mas na verdade não... iso foi o que ele lhe disse a ela!

Sol disse...

Eu gostei bastante desse livro!

bonifaceo disse...

Sol, acredito. Eu próprio admiti que houve partes que gostei, e o livro está bem escrito e estruturado.

Miss Kin disse...

Lê a Servidão Humana, é um livro que, olhando para ele, mete medo, é um mega calhamaço, mas a história puxa que não é brinquedo e as páginas sucedem-se como se não houvesse amanhã!

Hum, se calhar tem a ver com a altura em que se lê o que se lê, ñ sei...

Vai ao meu canto, tenho lá uma coisita pra ti.

beijito

bonifaceo disse...

Miss Kin, obrigado pelo conselho, vou pesquisar. ;)
Sabes que quando estava a escrever o post também me lembrei como dizes, que a altura em que li também poderia ter influenciado, mas foram quase 6 meses, e pensei melhor, e acho que poderá ter mais a ver como vejo o amor e romance e não ter gostado de certas coisas. Mas como dizes... não sei...
Já vi a coisita e deixei-te lá um comentário. ;)
Beijinhos e bom fim-de-semana.

Misunderstood disse...

Gostei especialmente desta parte: «E ela já velha e viúva, imprevisivelmente ainda tem "calores" e ele lá a reconquista.» lolol Bjs

bonifaceo disse...

Estava com medo que fosses dizer que estava a discriminar alguém... mas pronto, acho que percebeste o que quis dizer. :D
Beijos.

Misunderstood disse...

Pk que achaste isso?? lol Por acaso fartei-me de rir com essa passagem.
Bj, bj

bonifaceo disse...

Porque uma vez no café por causa de um comentário meu disseste algo do género, mas era sobre outro assunto, acho que envolvia mulheres. :D
Outro... beijo, beijo!

rosemary disse...

Eu tenho esse livro deste segunda-feira na minha mesa de cabeceira. Li 15 páginas. Sempre me disseram que é uma grande história e que cativa desde o 1º minuto, mas... nope. Até agora ainda só disse que um tal de Jeremiah morreu. Muito lento... não sei se tenho paciência para tanta descrição...

Bjs*

bonifaceo disse...

Isso também me deve ter influenciado, ou não, acho que o principal é sempre o interesse que a história suscita.
Beijos.