domingo, 16 de março de 2008

Cinema, cinema, cinema

Como previsto, há duas semanas fui ver The Kite Runner (O menino de Cabul), não sou muito fã de histórias muito dramáticas, mas dos últimos filmes que vi, foi sem dúvida o melhor.
Na semana passada vi Michael Clayton, a apresentação engana bastante, a primeira metade do filme apresenta-nos o caso, mas engonha um bocado e o que é apresentado na apresentação é pouco aprofundado durante o filme. Não é mau mas na verdade estava à espera de bem melhor.
Hoje vi Juno, estava a pensar que era um filme a contar o grande drama de uma adolescente que tinha engravidado e o que iria passar durante essa fase, mas não, enganei-me, aconteceu isso mas não da maneira super dramática que imaginava, e ainda bem. Um bom filme e com alguma piada.
Não gostei de duas coisas hoje, a tradução na legendagem, era horrível, mesmo do pior que alguma vez vi. Exageraram na maneira como os adolescentes falam, ao ponto de escreverem coisas que nada tinham a ver com o que era dito, nem com a realidade dos nossos adolescentes em Portugal, se é que era essa a intenção... Nunca ouvi, mesmo cá, algo tipo, "não sou nenhum pau" ao querer-se dizer que não se é "frio como uma pedra" e foi "pedra" - rock -, que foi dito, isto foi o cúmulo, que incompetência, e será que não há um supervisor para estas coisas?! Credo.
E depois as pessoas que não se sabem comportar num cinema, e para mim gargalhadas exageradas em qualquer situação, também entram. Contenham-se um pouco. E sim, eu mostro descontentamento se atendem o telemóvel ao meu lado e cheguei a fazer uma sonora tossidela: para o raio que os parta!

3 comentários:

Sol disse...

Também detesto telemóveis no cinema. Falta de respeito!!

Mim disse...

Dos filmes ainda não vi nenhum mas o juno está na "lista".

os erros de tradução são cada vez mais frequentes e piores.Acho que eles vão sacar as legendas a algum site brasileiro, só pode, um dia destes mais vale não ter legendas que nós ouvimos mesmo em inglês.

E os telemóveis, pipocas, sumos... adolescentes idiotas... é a grande causa de eu ter deixado de ir ao cinema e ver os filmes em casa, no meu aconchego silencioso.

:)

Tens toda a razão. Será que podemos formar uma associação a favor de haver horas específicas para certas faixas etárias verem filmes? E ser proibido comer-se pipocas e beber sumos nas salas? É que além do barulho o cheiro é um pavor!!

bonifaceo disse...

Sol, podes crer.

Mim, gostei realmente de Juno, está original e é divertido.
Quanto às faixas etárias, infelizmente há maus exemplos em todas, sendo os adolescentes na sua maioria os piores, claro. No domingo era mãe e filha adolescente igualmente estúpidas. Pipocas e sumos, não me importo desde que o barulho seja mínimo, e por acaso as pipocas têm um cheiro estranho, mas até o suporto.
:)